Arquivo

Posts Tagged ‘dicas’

Ser Solteira

Agosto 8, 2011 1 comentário

Um belo dia me perguntaram em quê eu tinha muito conhecimento e saberia dissertar sobre e eu  respondi “relacionamentos”, assim comecei a escrever uma coluna semanal e um blog sobre o assunto e percebi que eu adorava fazer isso. Este é meu primeiro post em um blog chamado Blogaremos onde eu me diverti durante alguns meses escrevendo. Decidi ressussitar o post para o clubinho, espero que vocês gostem!

Prazer. Tae. Administradora, Contadora de Piadas Ruins, Psicóloga/Sexóloga das amiguë nas horas vagas, Ligeiramente Nerd, Desengonçada, Solteira e, por incrível que pareça, Feliz.

Você pode estar se perguntando o por quê do “por incrível que pareça”. Me explico: A solteirice é uma benção e uma maldição.

De que outra forma você poderia acordar em um sábado, escovar os dentes e passar o resto da manhã de pijama? Almoçar uma maravilhosa lasanha da Sadia comprada no dia anterior, jogar video-game a tarde inteira e voltar a colocar seu lindo pijama às 8 da noite um pouco antes de assistir uma série de filmes (que eu nunca consigo escolher entre a linda trilogia antiga de Star Wars, a maravilhosa história de vingança de Kill Bill ou o sonho que é o mundo de Senhor dos Anéis) enquanto devora uma a maravilhosa pizza 4 queijos. E se você engordar? Compre a roupa um número maior, ninguém vai olhar pra você e dizer que te conheceu sem aquela barriguinha!

A maldição se chama sociedade.

Sempre que encontro uma tia, amiga antiga, conhecida da família, etc., chega ao fatídico diálogo:

– E aí, namorando?
– Não, não estou namorando.

É humanamente impossível não se sentir ofendida com a cara de pena que elas fazem pra mim. Mas eu já peguei a manha:

– Ah, só paquero, né? hehehe

Aí os olhares se iluminam e vem a resposta padrão:
– Aproveita, filha! Isso mesmo! Tem que ficar solteira, passear, viajar e aproveitar (leia-se putanhar) muito antes de se amarrar, né? Faz muito bem!

Ofendida.

Às vezes você não está esperando, mas sociedade está aí para estapear a sua cara e te mandar arrumar um macho de qualquer jeito. Outro dia um grupo de amigos estava conversando animadamente sobre Sex Toys. Todo mundo contando seus “causos”, o que foi bom, o que não foi, onde comprou, como foi o atendimento até que surgiu a indicação de um lugar que tem até aluguel de cabine para quem é voyer. Todo mundo curioso querendo marcar um dia para ir até o local.

– Vai ser divertido!
– Preciso comprar umas coisas novas!
– Vou dar de presente!

Momento da piadinha!, pensei.
– Poutz, acho que eu nem vou. Vou ficar é triste! HAHAHAHA

Risadas pelo ambiente. Meu trabalho estava feito.
– Poxa, você tem que ir sim! Pelo menos você apimenta o seu show solo, né? – sorriso e OHHHH FUCK! Olhar de Pena escondido na brincadeirinha! Eu e minha boca enorme!

– Verdade, né? hehehe – sorriso.

Ofendida [2].

Sabe qual foi a pior de todas? Eu fui doar sangue contente e feliz e como já sou doadora a moça que faz entrevistas falou que só iria me perguntar coisas que poderiam ter mudado. Passamos por tratamentos médicos, doenças, cirurgias, etc e tal, até a fatídica “Continua com o mesmo parceiro desde a última vez que doou sangue?”.

Gelei.

Eu não sei mentir e quando eu sou obrigada a responder algo que eu não gostaria eu me sinto muito desconfortável. Respirei fundo.

– Na verdade não, mas estou sem nenhum parceiro desde então.

OOOOOH FUCK! O Olhar!
– Sério? – O Olhar de Pena característico estava ali, vindo na minha direção no mesmo esquema slow motion de quando eu derrubei aquele vaso chinês de louça que minha mãe tanto amava – A quanto tempo?

Moça, eu achei que a minha vida sexual não fosse da sua conta, estou aqui sendo uma pessoa boa pessoa, doando sangue e respondendo as perguntinhas deste questionário como se fosse completamente natural e normal você me perguntar se eu fui viajar pro norte do país e transei com o boto, mas me perguntar a quanto tempo eu não dou uma, sinceramente, acho que é demais, né amiga? Vocês fiquem felizes que eu sou educada e não falei nada disso.
– Ah, um pouco. Não deu certo. – simulação de tristeza, biquinho e sorriso.

Ela ainda me olhava daquele jeito.
– Que pena, né? Uma moça tão bonita!

Ofendida [3].

Acho que todos podemos rir da nossa condição financeira, peso, estado civil ou falta de habilidade para andar e falar ao mesmo tempo, mas acho injusto que eu precise “botar a banca” de que estou na pegação, aproveitando as baladas, festas, barzinhos, conhecendo vários monumentos e me estragando para ser tratada como se fosse uma pessoa normal.

Como assim quando eu conhecer “O Cara” eu não vou me arrepender? Que arrependimentos seriam esses?

– Não ter beijado aquele cara semi-bêbado na balada que ficou grudado em você o tempo inteiro te chamando para dormir na casa dele?
– Não ter passado o seu telefone para o gatinho de topete e camiseta da Diesel que te empurrou contra a parede e disse que te achava uma delícia?
– Não ter feito a louca e fazendo pole-dance e convulsionado no dancefloor?

Me desculpem Tias, Amigas, Avós, Madrinhas e qualquer outra pessoa. Existe algumas coisas na vida que são muito mais importantes que estar “aproveitando” ou namorando. Caráter. Dignidade. Amor Próprio. Respeito.

Me julguem que eu nasci com 80 anos, mas não me sinto respeitada na pegação dessa vida noturna onde as princesinhas do papai viram vagabundas. E me, julguem de novo, eu jamais namoraria apenas por costume ou medo de ficar sozinha.

Acredito sim no amor, acredito no casamento e em relacionamentos duradouros, mesmo que existam diferenças.

Sonho em ter uma casa, grande. Sonho ter filhos lindos. Sonho ter um marido carinhoso. Também sonho ter uma conta corrente positiva e uma poupança boa de pé-de-meia. E também sonho em ter uma carreira digna. E se alguns desses sonhos não se realizarem? Já diria Caetano: “Cada um sabe a dor e a delícia de ser que é”.

Anúncios

Guia Ogrístico de Convivência – Stalker S.A.

Junho 29, 2011 2 comentários

Sou Agente Secreto.

Seu nome é Bond, James Bond. Você é um espião buscando informações ultra secretas de uma organização perigosa, você deixaria rastros? ( ) sim. ( ) não.

Se você respondeu não, você continua vivo, atuando e cada vez deixando a organização mais suscetível à erros, que é a liberação de informações confidenciais para que suas ávidas mãos possam roubá-la.

Esta, meus amigos, é a única lição que qualquer um tem que aprender sobre o stalk: discrição.

O que é:

Todos, sem excessão, temos uma característica voyer. Todo mundo gosta de olhar, se mostrar, saber as novidades e, em alguns casos mais extremos, saber todos os detalhes sórdidos.

  • No Michaelis:

stalker, stalk.er, n caçador à espreita.

  • No real:

1) Aquele coleguinha que ficava com o binóculo olhando a gatinha se trocando na casa da frente. 2) O outro coleguinha que perseguia a namorada até o shopping pra ver se ela realmente iria no cinema com as amigas. 3) A coleguinha que ficava no portão de casa fingindo lavar o carro pra ver que horas o namorado ia passar e saber se ele voltou direto do trabalho. 4) O namoradinho que briga com a namoradinha e persegue o ônibus que ela entrou escondida até a casa dela para eles continuarem “conversando” e ver se ela não muda a sua opinião sobre o término do namoro. 5)  E tantos outros que fiquei com preguiça de citar, mas queria adicionar aqui que todas os casos acima citados não vieram da novela ou da minha mente fértil, foi real mesmo.

  • Na internet:

As redes sociais são o exemplo de que todo mundo é mexeriqueiro. Ali você conta o que quer e vê o que deixam.

O que a sua mamãe te explicaria que é feio fazer:

A internet abriu as portas e as janelas dos nossos quartos e cada um tem que saber as informações que disponibiliza, porém existe uma tênue linha entre o que é uma pessoa curiosa, uma pessoa interessada e um stalker maluco que vai te matar.

Achei tendência.

  • O curioso:

Uma pessoa curiosa nunca, jamais, de forma alguma comenta qualquer tipo de informação disponibilizada pelo seu alvo. É tipo descobrir que aquele seu conhecido que você pegou a uns 10 anos atrás casou e colocou as fotos do noivado no facebook e a lista de presentes. Aí você vai lá dar uma olhadinha para destilar um veneninho só de curiosidade assim que descobre que a garota está grávida e que a lista de presentes contém uma jarra de suco em forma de abacaxi.

  • O interessado:

A pessoa é conhecida, você tem um contato amigável e vocês estão se seguindo no twitter, não tem problema nenhum você comentar que ela pode contar com você no problema que ela está tendo na matéria xis já que você deu monitoria desta matéria durante algum tempo. Algumas coisas são legais de comentar e mostrar interesse. Curta no facebook, comente, aproveite.

  • O assassino:

Aí você descobriu que aquela gorda escrota que estudou com você na quinta série está gorda ainda, mas está gatinha e tem peitos e é divertida. Você quer investir, quer se mostrar interessado, quer que ela saiba que você existe e que não é mais babaca e nem vai dar nenhum apelidinho pra ela. Assim você cria uma ótima tática de comentar, curtir e elogiar tudo que ela escreve. Absolutamente tudo:  T.U.D.O. Ora, meu amigo, você acaba de cavar sua cova, comprar seu caixão e se enterrar vivo sem celular.

Sabe que comentário eu acho um must? “HAHAHAAHAHA” Não tem nada mais babaca do que uma pessoa que comenta “HAHAHA” em tudo. Não adiciona, não comenta, apenas um espectador, um baba ovo profissional e não existe nenhum mérito nisso. Nenhum estalkeado vai virar e dizer “poxa, que legal, esse cara me curte!”, ele vai pensar “porra, mas pq esse cara não arruma uma vida e me deixa com a minha?”.

Claro que o estalkeado não vai falar isso na cara do stalker. Talvez nem porque ele é legal, pode ser que ele tem medo de você.

Perigos e Contra Indicações:

Pois é, meus amigos, nem tudo são rosas no stalk. Incomodar as outras pessoas é o de menos, o problema é quando o stalk faz mal pra você. Como?

AI MEU DEUS A ENERGIA CAIU - vou ver o facebook do celular.

  • Você pode se viciar.

Nada pior do que o vício do stalk. Você passa 24 horas no dia  pensando o que a pessoa pode estar fazendo, você se preocupa de perder algo (mesmo sabendo que poderá ver depois). Aí você acorda as 3h33 da manhã sem se lembrar que esta é a “hora do demonho” e sem nem pensar na possibilidade de você pode ser a estrela do novo sucesso de hollywood (baseado em fatos reais) “O Exorcista Contemporâneo”. Você só vai lembrar do maldito puto que você está estalkeando e que neste momento ele pode estar fazendo algo interessante na internet.

(só explicando aqui que isso nunca aconteceu comigo, foi com uma amiga de uma amiga, tá?)

  • As pessoas podem te achar esquisito.

Bom, aqui é tudo uma questão de como você quer ser visto. Como um chato de galocha, um maluco ou uma pessoa normal. Se a sua cara for que nem a minha, que está com essa eterna expressão a la Jack Nicholson no Iluminado, não teria como alguém te achar normal, então delicie-se com a experiência de assustar seu alvo.

  • Você pode sofrer.

Nada à declarar

Porque não dar uma olhadinha no perfil do facebook daquele seu ex? Já passou tanto tempo  mesmo! Aí  você descobre que “Fulano posta no mural de Cicrana – Minha linda, faz 5 minutos que você foi embora e estou morrendo de saudade de você, amor da minha vida, minha melhor namorada” faz seu coração sangrar. Você olhou porque é burro, depois não me diga que eu não avisei.

(só explicando aqui que isso nunca aconteceu comigo, foi com uma amiga de uma amiga, tá?)

Conclusão:

Stalk é delícia, é sexo com amor, é pimenta na feijoada, mas, é principalmente o azeite de dendê no seu vatapá: A dica é usar com moderação, porque pode te causar uma bela de uma dor de barriga.

Beer Gloss da Heineken

Junho 14, 2011 3 comentários

Todas as antenadinhas no mundo da moda ou das bebidas (ou quem tem amigas assim nas redes sociais) já devem ter visto a campanha do Gloss Beer da Heineken no Facebook, ou não?

No Dia dos Namorados deste ano a Heineken fez uma campanha divertida sobre um novo produto, o Beer Gloss, um gloss sabor cerveja que seria um ótimo presente para ela que ele iria aproveitar também.

O aplicativo do Facebook tem como desculpa mostrar onde você pode adquirir o seu gloss que, conforme informado, não está a venda. Tem até um comercial de como utilizar, mas não se esqueça de entrar no app e participar da promoção supimpa que está rolando!

Como boa cervejeira curiosa que sou fui correndo ver no mapa quais os estabelecimentos da minha cidade tinham o gloss disponível a partir do dia 10. Imaginem a minha surpresa quando descobri que não seria tão simples quanto informado no site: para ganhar o gloss eu teria que consumir uma certa quantidade de itens. O mais agradável, na minha opinião, foi o consumo de duas garrafas de 600ml de Heineken.

Corri até o local da minha preferência e pedi logo o super gloss que faria dos meus sonhos realidade e felicidade de todos os lindos cervejeiros do meu Brasil varonil.

Recebi aquele pacotinho verde com o rótulo da Heineken, contendo um gloss amarelo com glitter dourado muito recatado.

Sinceramente eu não gostei da apresentação. Se o gloss tivesse vindo em uma caixinha simples com as mesmas informações daquele panfleto gigantesco teria ficado lindo, mas aquele papel grosso em forma de fichário parecendo uma amostra de perfume gigante não fez meu coração bater mais forte (o que era até fácil em um domingo de 12 de Junho).

A primeira coisa que queria fazer claro que era provar. E o que qualquer criança sem maldade faz com aquilo que ela pega na mão? Cheira. Pois é. Eu jamais imaginaria deveria ter imaginado que o cheiro do gloss poderia se parecer com cheiro de cerveja choca.

As outras características do gloss são boas:

– O sabor é bem suave se você comparar a Heineken em si. Não acredito que seria um problema para as que não apreciam tanto uma bela cerveja, já que eu só consegui sentir o gosto utilizando uma grande quantidade nos lábios e lambendo.

– O glitter discreto pode ser colocado depois de qualquer batom

– Após alguns minutos o gloss refresca os lábios dando uma sensação muito boa. Aposto que ele é delicioso no verão.

– Não é extremamente grudento e não ressecou meus lábios.

Nota final: 4. Ou seja, jamais compraria de verdade, só estou usando pela diversão de dizer que meu gloss é de cerveja.

Como diria o amigo @sonambulismo: É um bom exemplo de como boas idéias nem sempre geram bons produtos.

Manual ogristico de sobrevivência ao dia dos namorados – Parte II

Junho 11, 2011 Deixe um comentário

Você curtiu as dicas, mas ainda está sem idéias de como aproveitar sua solteirice ao máximo. Certo, vamos esmiuçar a primeira parte do manual pra tudo ficar bem simples:

Onde ir: Infelizmente essa data é pior que Natal, porque quem tem namorado vai tentar esfregar isso na sua cara de todas as maneiras. É sério, alguém alimenta os namorados depois da meia noite em junho, e, eles começam a se reproduzir loucamente.

Eles estarão em todos os locais de mãos dadas trocando sussurros e beijinhos. E, não linda, você não pode esganá-los, nem aquele casal cretino que está se chamando de fofuxo na fila do McDonald’s.

O local mais seguro é a sua casa, ou a casa de amigos solteiros, ou boates (olha que talvez nem lá). Mas por segurança vá ao supermercado cedo e use e abuse de drive thru e do delivery. Vai que, ainda de quebra, o motoboy é magia e tu consegue um telefone. As chances são poucas, mas não tem gente que ganha na Mega Sena, então…

Bons filmes pra acompanhar

Boa companhia: Tá sem idéia do que assistir? A gente ajuda:

    • De volta para o futuro (trilogia). Não tem problema se você já viu, é sempre bom ver de novo.
    • Poderoso Chefão (trilogia). Essa é a hora de ver logo esse clássico e entender porque todo mundo paga um pau absurdo pra esse filme.
    • Extermínio. Filme de Zumbis, nem é muito forte. Logo, não precisa de alguém pra segurar sua mão. Na melhor das hipóteses, você sonha que os zumbis estão correndo atrás de você. Acho romântico.
    • It. É de terror, é assustador, é velho. Mas é um bom filme pra você colocar na lista de filmes  “eu vi”.
    • Sociedade dos poetas mortos. Não é romance. Tem vários meninos pra você dar uma olhada e pensar quais qualidades você vai querer na sua próxima vítimas, digo namorado.
    • Star Wars (trilogia Clássica) Nem perca seu tempo vendo a nova, a velha é muito mais linda e divertida. E já tendo assistido esse filme você terá assunto com 10 entre 10 rapazes que valem à pena.
    • Tróia. Motivo, a bunda do Brad Pitt. Ah tem o Orlando Bloom, mas tem a bunda do Brad Pitt, e isso é o mais legal.

Sorvete de chocolatePopcornBatata fritaPizzaGuacamoleDoritosChocolateSnikers

Nada melhor que assistir um filme comendo gordice. E quem entende mais de gordice do que uma gordinha? Aí vai uma lista de guloseimas pra deixar seu fim de semana mais gostoso:

Pipoca, de panela, micro-ondas não vale. Colocando manteiga, ou leite condensado em cima melhora ainda mais.

Batata frita: Deus abençoe o McDonald’s e sua batata frita deliciosa. Compre duas batatas grandes e ainda leve um McFlurry de sua preferência. Seu dia melhora em 100%.

Pizza, isso não precisa de explicação, precisa do telefone da uma boa pizzaria. Peperone com muito queijo acompanha qualquer filme.

Chocolate: Pequenos, grandes, em barra. Eles são a prova que existe algo de melhor no mundo e que alguém te ama.  Nem que seja o lindo que criou o chocolate.

Sorvete: versão gelada do chocolate. Espere ele derreter um cadinho pra ficar cremoso e coma junto com o chocolate.

Dica: Snickers junto com sorvete de crocante, você vai até esquecer que já quis um namorado.

Doritos + Guacamole.   Se a preguiça de fazer for grande, liga para um restaurante mexicano. E, se eles não entregarem na sua casa, já deixa o pedido feito, passa lá rapidinho pra pegar. Leve vários pacotes de Doritos e se divirta na frente da TV.

Mussolini

Mussolini

Vai juntar as amigas pra beber todas? Aí vai a lista de bebidas dignas pra aproveitar. A ordem vai das de menor a maior estrago.  (Lembre-se de deixar um kit ressaca pra depois: 2 engovs, 2 gatorades, 1 sopa em saquinho):

  • Cerveja
  • Vinho
  • Cosmopolitan
  • Vodka + qualquer coisa
  • Tequila
  • Mussolini (Não sabe o que é? Segue a receita):

1. 100 ml de suco de laranja

2. 1000 ml de vodka

3. 100 ml de vinho qualquer

Modo de Peparo:

Coloque o suco de laranja no copo, logo depois o vinho, coloque lentamente para eles não misturarem. Em seguida faça o mesmo com a vodka depois é só beber tudo de uma vez.

Nota: essa bebida destrói a sua memória, só beba se você quiser dizer adeus a sua alma.

Agora só escolher a combinação de comida e bebida e se divertir.

Não quer engordar? Nem curte uma bebedeira. Lembre-se que existe seu pijama de flanela sempre pronto pra te aquecer e dar todo amor e carinho que só você merece.

Manual ogristico de sobrevivência ao dia dos namorados

Junho 10, 2011 3 comentários

Este post é dedicado a você que é linda, inteligente, tem bom gosto e, se por algum alinhamento cósmico (ou talvez até pelo seu bom gosto) você está solteira nessa data cretina e, pra piorar, suas melhores amigas não param de falar nos programas super românticos que vão aprontar com os namorados.

Sim, é chato,  mas você não precisa deixar de se divertir, não é? É só escolher um dos passos que você mais se identificar nesse manual, que você conseguirá sobreviver a essa data.

Saiba aonde vai: Evite shoppings, de hoje (sexta) até domingo todas as lojas estarão repleta de corações, cupidos, pétalas de rosas. Segure a vontade de gastar até semana que vem. Se for pra sair escolha locais romance free.

Procure uma boa companhia: Passe numa locadora, pode ser aquela locadora via torrent mesmo, e reserve Star Wars, Poderoso Chefão, De Volta para o Futuro, Extermínio, e mais filmes de sua preferência. Qualquer filme de romance ou comédia romântica não é recomendado.

Prepare-se para o Holocausto Zumbi: Sorvete, Coca-cola, pipoca, chocolate, lasanha, biscoito, passe no mercado hoje, pra não precisar ir a restaurantes, não importa que o dia seja só no domingo, qualquer restaurante estará lotado começando hoje à noite. Não se preocupe com calorias, se for pra ficar sozinha, fique com chocolates, eles te amam não importa o seu peso.

Mantra: É que nem picanha, melhor com a camada de gordurinha.

Se joga: Sexta e sábado não é dia dos namorados, e pouco provável que eles saiam pra esse tipo de programa. Logo é dia de se produzir e escolher a boate de sua escolha. Se as amigas vão todas viajar com os respectivos. Chamas as bees, e se joga. Só volte pra casa ao amanhecer e com o pé doendo de tanto dançar.

Não gosta de boate? Tem problema não, chama os amigos pra jogar alguma coisa, de poker a mau-mau tá valendo.

Bons drinks: Ninguém está falando pra encher a cara de dá vexame, isso é feio. Mas, se a vontade de dar umas beijocas nesse fim de semana for muito grande, nada melhor que uns bons drinks pra liberar a ogra gostosa que existe em você e diminuir os critérios se os príncipes estiverem mais pra sapos.

Se não servir pra dar umas beijocas vais servir pelo menos pra dar uma amnésia, e você esquecer da data.

E nesse ponto nada melhor do que Tequila.  Duas doses e você estará pronta pra sensualizar por aí. E quem sabe não passar esse dia fatídico tão sozinha assim.  Nem que seja um beijo sem compromisso na bee amiga que também está afogando as mágoas por falta de um príncipe.

“]

A Hebe sabe das coisas. Beijou o patrão ryco de zuação ...

... e foi beijada por um lindo só de zuação. QUEM APROVEITOU?

Não importa a tática, o importante é não deixar de aproveitar o fim de semana  por falta de um namorado, ou namorada.