Arquivo

Archive for Julho, 2011

Pônei Maldito

Julho 31, 2011 Deixe um comentário

Todo mundo já deve ter visto essa propaganda da Nissan sobre os pôneis. Ela gruda, e a maldição do pônei existe! Pois nada explica as pessoas ouvirem essa música 30 vezes seguidas e ainda quererem mais.

 

Se você também foi pego pela maldição do pônei, e tá louco para colocar esse treco no seu celular seguem aqui os links pra baixar esse treco e matar as pessoas de raiva toda vez que seu celular tocar. Confesso que fiz isso, e quando meu celular começou a tocar eu tive uma crise de risos.

Música inteira com o te quiero no final

Só o pônei cantando, do final do vídeo.

Não saco nada de propaganda, e tenho que confessar que compraria uma Nissan só para não ter pôneis malditos no meus carro.

The warrior heir

Julho 30, 2011 Deixe um comentário

Um mundo onde os guerreiros são perseguidos por magos e forçados a lutarem em arenas. Nesse mesmo mundo os magos usam uma antiga lenda para afirmar essa posição. E que depois de séculos de lutas os guerreiros estão sumindo.  Agora imagine que esse mundo é o nosso, e a maioria das pessoas nem sabe disso.

Bem essa é basicamente a idéia de The Warrior Heir.  Jack, um menino de 16 anos de Ohio que descobre que na verdade é um guerreiro. E tem que aprender a conviver com isso.

O livro não é dos mais surpreendentes, na verdade em grande parte do tempo o leitor já sabe o que vai acontecer. E essa mistura da nossa realidade. Sim, Jack vai pra escola, usa o computador, internet e tem a grande maioria dos problemas que um adolescente comum, pode deixar uma parte dos leitores um pouco confuso. E até causar um certo repúdio a obra. Mas depois de um primeiro susto, dá pra acompanhar numa boa.

Por trabalhar com o tempo atual a autora não se preocupou muito com descrições. O que no meu ponto de vista foi uma perda bem grande. Eu gosto de descrições.  Jack também não é dos personagens mais inteligentes. E isso sim, foi o que mais me chateou no livro, tenho um sério problema com personagens tapados.

Mas a história é até divertida, e infelizmente apenas isso, é aquele tipo de livro que pode ficar dentro da bolsa e ler na fila do banco ou esperando o dentista.

Categorias:Livros Etiquetas:,

Sou uma Princesa!

Julho 29, 2011 4 comentários

Toda garota já sonhou em ser uma princesa, se você disser que não você está contando uma mentira deslavada.

Não importa quem você queria ser, a princesa fujona, a princesa dos piratas ou a que estava na torre esperando o príncipe encantado. Toda garota já sonhou ser uma princesa.

E que atire a primeira pedra quem nunca se encantou por um vestido, sapato, maquiagem e desejou se tornar uma linda mulher e encontrar aquele amor. Lembrei dos meus vestidos de lençol e das coroas de papel e dos discursos sobre a paz mundial e um tratamento mais digno para animais.

Sempre me imaginei como uma princesa mais brava, mais contemporânea. Quase uma não-princesa. Porque, claro, deve ser um sofrimento andar um passo atrás do seu príncipe, não poder arrotar alto ou fazer uma dancinha da vitória em público. Além do mais, jamais respeitaria uma princesa que dá tapa na bunda da mãe quando passa por ela no supermercado (só pra constar, eu não faço isso, é uma amiga minha que faz).

Por isso acho as “princesas” da Disney muito bacanas, com o passar dos anos elas foram evoluindo com as garotas desde 1950 e bolinha. A última que ganhou meu coração foi a Rapunzel e seu jeitinho sonhador e ligeriamente bipolar. A próxima será a personagem principal daquele filme novo, o “Brave”, que o teaser me dá arrepios sempre que vejo e provavelmente vou amar.


Assim, quando vi essas imagens com uma frase que define a personalidade das princesas fiquei encantada:

Lindas, não? Eu nunca escondi de ninguém que a minha preferida sempre foi a Mulan. E você, qual princesa é?

vi no The Disney Princess

Meu Machista Preferido

Julho 28, 2011 Deixe um comentário

– Olha que gostosa!
– Potrancona, hein?
– Ah, eu prefiro aquela compacta aí, não é muito bonita, mas dá pra andar de mão dada no shopping.

E foi assim que o assunto começou e eu ri muito ouvindo os meus amigos comentando sobre a mulherada. Todos os dias é a mesma coisa: alguém comenta de uma loira, um par de pernas ou um decote e dali pra frente o assunto passa para mulheres.

Depois de alguns anos tendo contato com uma maioria de homens eu já me acostumei e até faço meus comentários. Confesso que às vezes incomoda, claro, já que eu não acho a coisa mais legal do mundo ficar comparando bundas e saber como eles as imaginam sem as calças.

Quando fico entediada eu pertinentemente comento “Vocês chegaram a reparar naquela calcinha GIGANTE que a mulher tá usando?” ou algo do tipo. Quando eu acordo muito danada eu comento sobre algum cara lindo (mais bonito que eles, claro), aí eles param. O Ego Masculino é tão grande que vai precisar de um post só pra ele.

No final das contas eles tentaram me explicar o que era alguém para se “andar de mão dada no shopping” e definiram pra mim as meninas para “pegar”, “namorar” e “casar”. Era algo assim:

– Para Pegar:
Não importa se a cara dela parece a de um rinoceronte com epilepsia se ela for gostosa. Provavelmente ninguém vai saber mesmo, só os “brothers”, e melhor dormir com a Preciosa do que voltar pra casa sozinho, bêbado e vomitar na sua cama. Tem também aquelas safadas gostosonas que dão mole para todos os caras da festa. “Lavou tá novo” e ninguém quer ser o único lerdo que não pegou.

– Para Namorar:
A amiga bonita e gostosinha serve. Na verdade, os dois únicos atributos que ela obrigatoriamente tem que ter é ser bonita e não encher muito o saco porque nenhum cara “jovem” quer namorar uma Dona Onça, né?
Ela tem que ser suficientemente bonita para que o Ego Masculino tenha certeza que todos os amigos dele ficam com inveja de ele ser o cara que tá comendo, mas não pode ser tão provocante para que eles imaginem isso o tempo todo. E, claro, ela tem que ter os amigos dela, a família dela, etc., sempre que ele não quiser ela por perto.

– Para Casar:
Casar com a Dona Onça nunca foi um problema. Ela tem que ter os atributos de beleza e gostosura da namorada, e ela pode pegar um pouco no pé (já que ela é a dona mesmo, né?), mas tem que ser independente. Para que uma garota chegue no “felizes para sempre” ela tem que deixar claro que está ali porque quer e, se ele pisar fora da faixa ela vai embora e não vai voltar. Por quê? Talvez porque eles gostam da coleira curta e do chicote longo, talvez porque eles nunca vão crescer e querem sempre uma mãe ou talvez só para que o dia-a-dia seja uma aventura. Depois as mulheres que são complicadas…

De primeira eu fiquei bem horrorizada, como é que eles podiam separar assim? Aí eu prestei um pouco mais de atenção e reparei que a gente também separa.
Mulher tem mania de falar que todos os homens são iguais quando elas estão nervosinhas com algum, mas não é verdade. Existem 3 tipos bem distintos.

– O Cafageste
Ô delicinha de mamão que entrou na sua vida, hein? Ele não precisa ser bonito, ele é charmoso e te olha como se você fosse algo “de comer”, e você é. No melhor dos casos ele vai estar numa fase da vida que ele cansou de ficar com várias e vai passar uma temporada com você e depois terminar porque precisa de um tempo “sozinho”. Também conhecido como Dinossauro (créditos a minha grande amiga @Yaholy pela definição), tem A PEGADA, te agarra, te destrói, te come e vai embora.

– O Bonzinho
Ele é a pessoa mais encantadora que você já conheceu. Ele te acompanha até pra comprar pão na padaria da esquina, escreve e-mails pra você no meio da tarde dizendo que está sentindo a sua falta e provavelmente chora vendo filmes românticos. Ele é o genro que sua mãe pediu a Deus, mas as possibilidades dele ser um baba ovo que você não pediu a Deus é bem grande. No final você vai ter duas opções: 1) você termina porque cansou dos seus ovários sendo mais másculos do que as bolas dele, 2) ele é lindo, fofo, carinhoso, você mandou ele embora da sua casa porque você quer dormir e ele chorou porque quer ficar perto de você, você está de saco cheio e vai se tornar uma chata aí ele vai terminar com você.

– O Príncipe Encantado
Esse é que nem caviar: nunca vi nem comi eu só ouço falar. Ele não é tão encantador assim e talvez você nem tenha reparado nele da primeira vez que o viu. Ele também não faz você arrancar as roupas só de sentir o perfume dele, mas ele te completa. Ele te faz rir, te pega do jeitinho que você gosta, te faz querer dormir de conchinha e você prefere conviver com aquela mania horrorosa de cortar as unhas do pé e deixar em cima da mesinha de centro do que viver sem ele.

Outro dia eu estava lendo uma entrevista com um psicólogo que todos nós precisamos colocar prazos para iniciar projetos importantes, uma dieta, um novo emprego, etc. Será que, para sermos felizes com quem estamos, precisamos definir essas pessoas também?

Desafio hobbit nº 1

Julho 27, 2011 3 comentários

Acredito que seja muito mais legal perder esses meus desafios, mas vamos lá:

Resista sair dançando como uma pomba gira louca se for capaz

Direto da Wikipedia:

“Smooth Criminal” é o sétimo single do cantor e compositor norte-americano Michael Jackson, para seu sétimo álbum de estúdio em carreira solo, Bad, de 1987. O videoclipe de “Smooth Criminal” é parte do filme Moonwalker, de Jackson, no qual o cantor aparece de terno e chapéu brancos exibindo passos de dança extremamente inovadores e se unindo a mafiosos num bar.

Desafio 1.1: Não cantarole a musica até o final do dia

P.S.: Voces viram meu Ozzy (a.k.a. meu gato preto) no clipe, certo?

A Tampa da Panela

Julho 23, 2011 1 comentário

De vez em quando eu recebo aquelas frases das meninas, descrevendo o homem ideal, como ele deve falar, o que deve fazer, como deve se comportar.

E sabe de uma coisa? Isso me irrita! As pessoas não são ideais, os príncipes não existem, esses e-mails são de péssimo gosto!

Encontre um homem que te chame de linda ao invés de gostosa,

Desculpa, se o lindo não pegar na gordurinha que eu mais odeio e disser que me acha gostosa, que me adora, que vai me morder, eu morro de tristeza!

que te ligue de volta quando você desligar na cara dele,

Menina, mamãe não te deu educação? Desligar o telefone, guspir ou dar tapa no rosto é sinal de desrespeito! E respeito é algo que jamais pode faltar em qualquer relacionamento.

que deite embaixo das estrelas e escute as batidas do seu coração ou que permaneça acordado só para observar você dormindo. 

Assistindo muito filme, não é? Arruma alguém que tenha insônia.

Espere pelo homem que te beije na testa, 

NA TESTA? Meu pai me beija na testa e eu não quero outro pai, já tenho um.

que queira te mostrar para todo mundo, mesmo quando você está suando.

Caaaaaalabresa, Muuuuuussarela! Fala sério! Pode ser sexy fazer exercício e é claro que você quer alguém que se orgulhe, mas suada e fedendo por aí? Toma banho, né amiga?

Um homem  que segure sua mão em frente aos amigos dele, que te ache a mulher mais bonita  do mundo, mesmo quando você está sem nenhuma maquiagem,

Amiga, se ninguém segurou a sua mão na frente dos amigos dele tem algo muito errado nas suas escolhas. Desculpa a realidade, mas tem muita artista de Hollywood muito mais bonita que eu. Eu quero alguém que goste de mim por inteiro, não pela minha razoável beleza.

E que insista em  te segurar pela cintura.

Não era na mão??? DECIDA-SE!

Aquele que te  lembra constantemente o quanto ele se  preocupa com você, E o quão sortudo ele é por estar ao seu lado.

De novo. Eu não quero um pai. Ainda mais um babão.

Espere por  aquele que esperará por você,

PFFFFFFFFFFFFFF! Amores, só encontra quem está disposta. Felicidade não se guarda pra depois, jamais espere por aquele seu ex que não quer te namorar. Se ninguém mais te interessa viva e aproveite solteira mesmo!

aquele que vire para os amigos e diga É ELA

Que te apresente? Aproveita que você não tem boca e anda um passo atrás dele pelo resto da vida.

Posso estar sendo amarga, mas não suporto mulheres procurando seus príncipes encantados de forma tão persistente! Vocês já viram algum homem reclamando que está ficando velho demais para encontrar a mulher ideal?

Muitas mulheres tem como objetivo de conhecer alguém perfeito e se casar, mas e se encontrarmos o macarrão do nosso molho até os 24 anos a vida acabou? Vamos todas embarangar, encostar a barriga no fogão e reclamar que o homem perfeito quer que você passe as cuecas e que aqueles demônios dos seus filhos estão comendo o pé da pia?

Aí aparecem as feministas falando que eu tenho razão e que não podemos fazer nada em casa e eu me pergunto em que sociedade fomos criadas onde não é digno servir um café na cama para o seu amor ou cuidar dos filhos?

As neuroses femininas só começaram. Agora se o lindos nos elogia logo vem uma amiga dizer que deve ser porque ele está te traindo. Se ele te presenteia com chocolate, ele te engorda. E se ele nos dá bichos de pelúcia, não temos onde guardar. E se ele não dá nada é porque ele é um insensível.

Porque complicar tanto?

Eu sempre lembro do discurso das bodas de ouro dos meus avós quando penso em relacionamentos felizes. Quando perguntaram para a minha avó como foram os 50 anos de casamento ela falou:

– Difícil.

Gargalhadas. Batemos palmas, rimos, e ela continuou:

– 50 anos não é um casamento, é um martírio! Aprendemos muito, a convivência é difícil, o marido é irritante, mas com jeitinho nós damos um jeito. Foi a melhor coisa que eu fiz na vida! Mas, meus netos, não se casem! HAHAHAHA

Desculpa vó, eu entendi que o “Felizes para Sempre” não é um conto de fadas, e talvez eu me case sim porque acho que nada me faria mais feliz do que o martírio de 50 anos de convivência com o velho chato que eu conheci e me apaixonei muitos anos antes.

MythBusters especial Gatos

Julho 22, 2011 2 comentários

Quem me conhece um pouquinho, ou já viu alguma coisa sobre mim (em qualquer rede social), sabe do meu amor incondicional por pequenos felinos miantes.

Mas nem sempre foi assim. Eu aprendi a andar com um cachorro (Ringo, um pastor alemão), cresci com cachorros em casa e não tinha nenhuma convivência com gatos. Até que fui dormir na casa de uma amiga e ela tinha uma gata.  Resumindo tudo: Crise de vesícula, repouso e BUM!

Durante todo meu período de cama, a gata não saiu do meu lado, quase imóvel, a não ser pelos momentos que ela sentava para me olhar chorar de dor. Foi inevitável… vi o olhar de compaixão e apaixonei. Pouco tempo depois, tive a honra de conhecer (e adotar) o primeiro de todos os muitos felinos que habitam minha vida.

Mas calma, não vou contar a historia de cada um deles… queria ajudar a quebrar certos tabus, idiotas, que ajudam um bocado nos maus tratos e discriminação dos pequenos.

Gatos não são traiçoeiros. São independentes, espertos, meticulosos, normalmente tranqüilos, ao contrário do que se pensa, carinhosos e instintivos.

By the  way: Traiçoeiro – adj.

1. Que usa de traição.

2. Em que há traição.

3. Relativo a traição.

4. Pérfido; desleal; covarde.

Captou a mensagem? Ser traiçoeiro é ter a capacidade de enganar um ser vivo para prejudicá-lo. Requer planejamento e más intenções. É uma característica unicamente humana. Se eles não planejam suas próprias caças, agindo de acordo com suas vontades, necessidades e instintos, não planejariam algo contra o “dono” just for fun!

Outro mito: gatos e cachorros se odeiam gratuitamente. Historia rápida: eu tive uma pitbull (mais um milhão de mitos estúpidos) que, mesmo sem nunca ter tido filhotes, produziu leite e adotou meus primeiros filhotes felinos (que não tinham a mãe por perto logo que nasceram).

Com a palavra quem entende: Thiago Moreira Mendes, biólogo especialista em comportamento: “Cães e gatos não são inimigos naturais. Geralmente, eles não se dão bem por serem territoriais, mas isso só ocorre com gato ou cão invasor e com animais que não foram socializados para aceitar outros”.

E pensar que as crias dos gatos de velho Hemingway ainda vivem na casa em que ele morreu em 1961.

Falando nisso… alguns dos meus escritores favoritos e seus companheiros queridos:

Clique em qualquer uma das imagens para abrir a galeria. Outras fotos aqui

“Esquentam nosso colo e nos dão alguém para falar.

Ajudam a baixar a pressão.

Criam um elo entre você e as outras pessoas que têm gatos.

Transformam objetos comuns em brinquedos.

Nos faz mais atentas aos pássaros.

Funcionam como alarme.

Exibem acrobacias para você.

Contribuem para tornar sua vida mais longa.

Enfeitam o peitoril da janela.

Mantém os ratos longe.

Nos fazem sorrir.

Inspiram os poetas e escritores

Nos ensinam a ter os pés no chão,

Nos fazem deixar nossos desejos em segundo plano em prol de alguém.

Aquecem nossas casas e nossos corações.

Nos lembram de como a vida é misteriosa.

Compartilham conosco o seu ronronar.

Nos instruem na arte de se espreguiçar.

Mostram-nos como levantar a poeira e dar a volta por cima.

Fazem com que até nosso sofá velho pareça bonito

Abrem nossos corações.”

(Autor desconhecido)